Oligoelementos On Line
www.oligoelementos.com.br   

Os Oligoelementos...
> Boro
> Bismuto
> Cálcio
> Cromo
> Cobalto
> Cobre
> Enxofre
> Ferro
> Fluor
> Fósforo
> Germânio
> Iodo
> Lítio
> Magnésio
> Manganês
> Molibdênio
> Níquel
> Ouro
> Potássio
> Prata
> Rubídio
> Sódio
> Selênio
> Silício
> Vanádio
> Zinco

Oligoelementos...
> Definição
> Aplicações Terapêuticas
> História
> Pesquisas
Científicas
> Resultados

Página Principal
> Clique aqui para retornar à página principal

    Publicidade







O COBALTO

       O cobalto é utilizado, há séculos, devido suas conhecidas propriedades físicas e químicas.

       Mas foi somente em 1934 que se descobriu uma doença veterinária que enfraquecia rebanhos inteiros na Inglaterra, Austrália e Nova Zelândia, que se traduzia por inapetência, anemia, emagrecimento e morte, devida ao fato de os animais pastarem em terras pobres em cobalto. Foram necessários vários anos de pesquisa para se descobrir isso e a simples administração de cobalto à alimentação resolveu o problema. Esta descoberta foi uma das mais importantes para a evolução da criação de animais no mundo, e parece que estes distúrbios são ligados a uma avitaminose de B12 devida ao déficit de cobalto.

       É de 1948 a descoberta de que o cobalto fazia parte intrínseca da vitamina B12, da qual ocupa o centro da molécula.

       Esta vitamina é sintetizada por microrganismos do tubo digestivo, daí a necessidade de aporte de alimentos com este oligoelemento. Nos animais e no homem, a síntese da vitamina B12 por microorga- nismos intestinais é mais lenta e o aporte extrínseco na vitamina B12 é necessário.

       Mais, o cobalto parece estimular a atividade da glândula tireóide e a hematopoiese (formação de células do sangue).

   Oligoelementos On Line
www.oligoelementos.com.br